21 de junho de 2012

A inveja - Continuação

Sabe em que verdadeiramente acredito?

“Porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará”. 

(Gálatas 6:7)

Muitas vezes nos perguntamos o porquê de muitas coisas acontecerem na nossa vida, na verdade acredito na lei da semeadura. Aquilo que o homem plantar isso também ceifará. O que muitas vezes esquecemos, é que todo o tempo estamos colhendo aquilo que anteriormente plantamos. Preocupamo-nos com o que as outras pessoas estão plantando e esquecemo-nos de cuidarmos da nossa própria plantação. Se hoje colhemos limão, não foi porque fulano plantou limão pra nós, pelo contrário, nós plantamos para nós mesmos. Precisamos pensar no hoje, no agora, naquilo que estamos colhendo e principalmente na maneira que estamos colhendo.
Colher limão não é bom, é uma fruta azeda, acida, pior que isso, é colher limão plantando mais limão.
Que cada colheita diária sirva de reflexão acerca do que temos plantado, que esqueçamos a vida e a plantação das outras pessoas, cuidando daquilo que é nosso. Que possamos colher limão plantando melancia. Não podemos culpar as outras pessoas como se elas fossem os responsáveis pela nossa vida, nós somos os responsáveis por aquilo que plantamos. Precisamos nos dar conta que o momento da colheita chegou, não podemos mais nos iludir e esperar colhermos aquilo que não plantamos.

“Invejosos são pessoas que querem colher nas plantações alheias.” (Mônica Bastos)

Precisamos entender que ninguém vai ter o trabalho de arar a terra, prepará-la, jogar as sementes, regá-la e ainda esperar o tempo que for necessário para colheita e no momento tão esperado abandonar e deixar que outra pessoa tome conta da colheita. Da nossa plantação, só as pessoas que amamos e que nos ajudaram a plantar é que compartilharemos as lindas e abundantes bênçãos que o Senhor nos orientou e nos ajudou a plantar.
Plantar e cuidar de uma plantação não é fácil, se assim o fosse todos fariam. Se não tem disposição para cuidar da sua própria plantação, nem pense em querer se apoderar da colheita dos outros.
É isso que chamam de inveja, perseguição e sabotagem? Defender a nossa própria plantação?
Aquele que quiser colher bons resultados, então que os plante. É bem melhor que pular a cerca, invadir a plantação do vizinho e ainda esperar ser bem recepcionado e que o mesmo divida a sua colheita. Fica a dica: Antes de ajudarmos outra pessoa em sua plantação, é bom nos certificarmos o que tem sido cultivado ali, pois como ajudadores receberemos a nossa parte. E não é nada agradável pensar que estamos plantando melancia e no final descobrir que o que plantamos foi limão. Não precisa nem dizer o que vai ser colhido não é mesmo?


Mônica Bastos