20 de junho de 2012

Sobre pérolas, diamantes e pessoas

Diamantes são pedras preciosas e extremamente resistentes a todo tipo de fatores externos, de modo que nada pode riscá-los a não ser outro diamante. No entanto, em paralelo, são frágeis por conta da sua composição em camadas octaédrica (8 faces) e às vezes hexacontaédrica (48 faces). São produzidos ao longo dos anos sob uma tremenda carga de temperatura e pressão.
As Pérolas, de igual modo, preciosas, são formadas a partir de uma ação natural pela sobrevivência da ostra que se sentindo agredida por um grão de areia, por exemplo, envolve o agressor com uma substância chamada de madrepérola. Assim, ela isola seu suposto agressor evitando que ele tenha contato com o resto do seu organismo.
Diamantes e Pérolas são forjados na pressão. Seu momentâneo "sofrimento" traz como consequência seu inestimável valor. Sem pressão, sem calor, sem isolamento, eles não seriam o que são.
Há pessoas que são excepcionais; são pessoas do tipo Pérolas/Diamantes. Indivíduos forjados sob a pressão da condição humana, mas que não submergiram ante os desafios. Pelo contrário, foram perseverantes, nadaram contra a maré, ousaram pensar diferente e pagar o preço de não deixar-se massificar para viver a comodidade do não isolamento, decidiram viver autenticamente mesmo correndo o risco de sofrer pelo fato oferecer sinais de ameaça para a ostra chamada sistema.
Pessoas assim não fogem com facilidade dos confrontos quando buscam pela justiça. Contudo, como o Diamante, o mais resistente material formado pela natureza, pessoas Pérola/Diamante são frágeis; choram; acreditam e por isso também se decepcionam; não são perfeitas, por isso elas também decepcionam os outros; ainda por não serem perfeitas, elas precisam ser lapidadas.
Em relação às Pérolas, apenas 2% de todas as formadas naturalmente em todo mundo são possíveis de comercialização, pois só as perfeitas são comercializadas, e para serem consideradas perfeitas elas precisam ser totalmente redondas.
Pessoas Pérolas/Diamantes ainda que raras e excepcionais, forjadas na pressão e treinadas para as mais duras batalhas, são carentes de amigos verdadeiros, de parceiros fieis na caminhada e, sobretudo, precisam das mãos sublimes e perfeitas de um bom lapidador para que delas extraia o melhor e as tornem úteis para todos.
Esse lapidador é Jesus de Nazaré o qual entregou sua vida, como exemplo maior e perfeito de um homem do tipo Pérola/Diamante, nas mãos de Deus Pai, Criador de todas as coisas.

Este texto foi extraído do Blog do meu amigo Paulo Carlos (Pastor, Coach e Professor).