Não precisa ser fácil, só precisa ser possível

Talvez todos nós desde a nossa infância, já fazíamos planos para a nossa vida futura. Quando inesperadamente vinha a pergunta: O que vai ser quando crescer? Felizes da vida com certeza, tínhamos vários sonhos e baseados neles uma resposta convicta na ponta da língua. Ao olharmos para traz vamos percebendo que muitas das nossas respostas não condizem com a nossa situação atual. Quem já não quis ser manicure, cozinheiro, policial, professor, médico e ao crescer acabou optando por uma profissão totalmente inversa? É claro que isso é normal, até porque quando crianças, somos bastante influenciados pelos colegas e até pelo próprio momento em que vivemos. Quando crescemos muitas das vezes somos bastantes cuidados ao escolher a nossa profissão, muitos até passam por teste vocacional, outros optam por aquilo que é mais rentável e também tem aqueles que infelizmente não tem escolha, exercem uma profissão que lhe ofereça condições para o sustento da família. Ao olharmos para traz, para a nossa infância, para os nossos antigos sonhos, será que estamos completamente satisfeitos com a vida profissional que alcançamos? Todo bom profissional aspira uma bela promoção, uma posição de destaque na empresa em que trabalha, e isso é bastante motivador, pois com certeza nos leva a prosseguir, mas não podemos nos permitir ser motivados apenas por sonhos, não somos mais crianças, sonhar apenas não basta, é preciso agir. Por quê? Simplesmente pelo fato de muitas vezes nos deixarmos sermos motivados pelos os sonhos, prosseguirmos sem nos darmos conta de que os anos estão passando, e de que o nosso tempo de alcançarmos aquela promoção há anos desejada está se esgotando, novos profissionais estão surgindo no mercado e nossas chances de crescimento sendo diminuídas a cada dia. O que fazer a respeito? Temos duas opções: Desistir, aceitando a nossa atual condição, nos iludindo com a certeza de que algum dia nós chegaremos lá, ou trazermos de volta aquele mesmo espírito sonhador que nos movia na nossa infância, acompanhado de um toque de coragem e ação. Agir é preciso. O primeiro passo é fazer uma análise da nossa vida, olhando a nossa situação atual, reconhecendo onde estamos e onde queremos chegar. Lembrando que não precisa ser fácil, simplesmente só precisa ser possível, e para isso é claro, precisamos agir e nada mais indicado do que de antemão fazermos um Plano de Ação, formulando e implantando objetivos estratégicos que nos levem diretamente ao nosso alvo. Para isso:

1.  Descreva todas as ações necessárias para alcançar o objetivo principal;
2.     Defina o responsável ou responsáveis por cada ação;
3.     Estabeleça uma data limite para cada ação;
4.     Defina onde as ações deverão ser realizadas;
5.     Defina quais os objetivos que cada ação lhe trará;
6.     Detalhe a maneira como cada ação deva ser executada;
7.     Defina os custos de cada ação;
8.     Descreva tudo o que pode dificultar o cumprimento da tarefa;
9.    Descreva quais os recursos materiais ou emocionais necessários para cada ação;

Não podemos parar, no pódio não há lugares para profissionais medianos e sim para os excelentes. Para chegar a excelência é necessário muito trabalho e dedicação, ou seja, não é fácil, porém possível.

Mônica Bastos

Autora do livro Um Líder Recrutado por Deus e coautora do livro Damas de Ouro.

Postagens mais visitadas