28 de janeiro de 2015

Cinco maneiras de ascender profissionalmente

Felizmente milhares de pessoas já descobriram que não existe um pote de ouro no final do arco-íris, e que a melhor forma de conseguir uma vida confortável ainda é através do bom e velho trabalho. Saber qual direção seguir já é uma grande vantagem, no entanto, não é o suficiente, já que muitas pessoas decidiram seguir a mesma direção que nós. Sendo assim, a partir do momento que escolhemos a nossa profissão, automaticamente entraremos em uma corrida e o correto é entrar nessa corrida pela vantagem competitiva. O que a grande maioria ainda não compreendeu é que, entrar numa corrida de qualquer jeito é alimentar esperanças falsas de uma possível vitória.
Nenhum profissional nasce pronto. O sucesso de um profissional é resultado do seu crescimento profissional. E o resultado do crescimento profissional é a ascensão que todos nós almejamos. Todos nós queremos subir, e existem alguns métodos para fazer isso. Conheça cinco maneiras de ascender profissionalmente.
Corda: Imagine ter que escalar uma montanha com uma corda? Dá-me arrepios só de pensar. Para escalar uma montanha com corda é necessário ter um bom condicionamento físico e uma boa técnica de progressão. Eu diria que essa opção é para profissionais ousados, inovadores e bastantes corajosos. Profissionais que arriscam tudo, convictos de que qualquer falha pode ser fatal. Mas quando conseguem chegar ao topo, fincam sua bandeira, deixando sua marca para aqueles que porventura conseguirem chegar depois dele.

Elevador: Imagine você entrar em um prédio e descobrir que a sala que precisa chegar está no 125ºandar? Dá vontade de desistir só de pensar. Ainda bem que inventaram os elevadores, não é mesmo? Subida rápida e confortável. Essa opção ficou para os profissionais mais apressados, que valorizam apenas a ascensão, esquecendo-se da importância do crescimento. Para aqueles que agarram toda e qualquer oportunidade aparentemente boa. São para profissionais que não calculam os riscos e geralmente são surpreendidos com a descida repentina.
Esses profissionais precisam lembrar que o elevador não é um meio 100% seguro, às vezes, ao invés de levar para cima, leva-nos para baixo. Outras vezes enguiça e fica sem funcionamento por um bom tempo. Tem também aqueles modernos que para subir é preciso passar a chave do apartamento. Imagine entrar em um prédio e achar que vai ter acesso a todos os andares e de repente ser surpreendido com a noticia de que só poderá transitar por um andar exclusivo? Outro detalhe importante, é ficar atento ao abrir a porta do elevador, certifique-se de que ele realmente esteja lá.

Escada rolante: A Escada rolante é prática e cômoda. Claro que não nos levará aos mais elevados andares, a não ser que tenhamos o privilégio de visitar o edifício Umeda Sky Building, no Japão. São para profissionais acomodados, que se contentam com pouco, que não gostam de arriscar e não sentem necessidade de subir tão alto.No entanto, vale lembrar que as escadas rolantes parecem equipamentos seguros, mas na verdade podem ser perigosas e causar acidentes fatais.

Paraquedas: Maneira rápida e divertida de chegar ao topo. Mas é claro que para pular de paraquedas depende da natureza e de vários outros fatores dos quais não temos controle, entre outros, a meteorologia. São para profissionais oportunistas, que aparecem de forma inesperada para exercer determinada atividade sem a mínima habilidade ou preparação prévia. Profissionais que sempre sobem à base  do empurrãozinho, apadrinhamento ou jeitinho brasileiro. Apesar de ser bastante divertido, há sempre uma dúvida ao pular de paraquedas. Será que ele vai abrir? De outra forma, não precisamos nem discutir o resultado final, não é mesmo?

Escada: A escada veio para facilitar a nossa vida. Diferente dos elevadores e escadas rolantes, podemos utilizá-las de diversas maneiras. E pode ter certeza, mesmo que se a energia faltar, não ficaremos na mão. Claro que chegar ao 125ºandar subindo uma escada normal, não é uma tarefa nada fácil, no entanto, há alguns benefícios, como por exemplo, atividade física e concorrência mínima. Imagine quantos se habilitarão a subir por uma escada normal, quando se tem um elevador? Escadas comuns são para profissionais que têm o pé no chão e que não sentem preguiça para trabalhar. Profissionais que visam o crescimento e almejam uma ascensão gradativa. O profissional que opta por uma escada normal, está totalmente preparado para a subida como também para a descida, já que faz isso todo o tempo. Escadas são para profissionais que sabem o que querem, quando querem e o que precisam fazer para alcançar. São para profissionais que calculam os riscos e que compreendem que o trabalho duro gera uma concorrência bem menos acirrada. Chegar ao topo subindo por uma escada normal pode levar mais tempo, mas a subida é bem mais tranquila e eficaz.

“Quanto mais longa a caminhada, mais experiente chegará ao seu destino.” (Tiago A. da Cunha).
Mônica Bastos